06 dezembro 2007

Words



Robert Indiana, "Love" em Veneza e em Lsboa com Love & Numbers

18 comentários:

corpo visível disse...

.
falta impacto ao "love".
.

Anónimo disse...

That Love is everywhere....
Inês

intruso disse...

love
(passado a pano e bem guardado)

e os números, avenida acima/abaixo

[divertid o]

abraço

art&tal disse...

LOVE LOVE LOVE
LOVE LOVE
LOVE

ana disse...

A senhora que faz limpeza ao Amor deve ganhar uma fortuna.

purita disse...

love, love me!

[A] disse...

a ana subscreve a ana :)

isabel mendes ferreira disse...

às vezes apenas palavras....

outras a intenção.



bom fim de semana.

.*.

Anónimo disse...

"Words".
Love atrás das grades.
Love em manutenção.
Indiana Love.
J.

Bandida disse...

..."em todas as esquinas da cidade"...


em todas as estradas.

beijo BB

B.

is disse...

just a word...

gostei tb de outra palavra neste post: "Ls-boa"

;)

paperdoll disse...

been there, shot that!
há mais de uma semana, quando ainda nem sabia o que era :)

Frioleiras disse...

vio-o (o Love, versão encarnado) em ... Filadelfia

(adorei-o e adorei Filadelfia...)

art&tal disse...

ontem fiquei fodido

agradeço a tua informaçao nos segredos

é o que digo

se o gajo fosse ronaldo..

o que tenho e coheço bem

uma lista catita

STIMMUNG, harlekin, KURZWELLEN, drei lieder, SONATINE, spiel, SCHLAGTRIO, kreuzspiel, KONTRA-PUNKTE, zeitmasze, ADIEU, GESANG DER JÜNGLINGE, kontakte, HYMNEN, inori, FORMEL, stop, YLEM, zyklous für einen schlagzeuger, STERNKLANG, prozession, DER JAHRESLAUF, sirios, MIKOPHONIE I, II, e as magnificas 11 KLAVIERSÜCKE.

abraço

Naked Lunch disse...

palavras por aí... mais um enquadramento para fotos de turistas...

alice disse...

Já tinha passado por elas no Passeo del Prado. Gosto mais destas coloridas.

Antónimo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Antónimo disse...

O que gosto nestas escrilturas (trocadilho um bocado para o foleiro) do Indiana é a maneira como complexifica a linguagem até à subversão, tirando-lhe o sentido único e unidimensional que lhe dá sentido na escrita e que rebenta na escultura, passando a ler-se de um e do outro lado da página inexistente, para cima e para baixo, da esquerda e da direita.

Grande série de "posts" que indiciam estada longa na Aveiro do Adriático. Até breve.

(Peço desculpa pela eliminação do comentário, que não era senão este, em versão totalmente incompreensível).