12 fevereiro 2009

Yukoku


Yukio Mishima, O Patriotismo - Ritos de Amor e Morte (a gerência pede desculpa pela interrupção)

"A 28 de Fevereiro de 1936, o terceiro dia depois do incidente de 26 de Fevereiro, o tenente Shunji Takeyama, do Batalhão de Transportes, profundamente perturbado ao saber que os seus colegas mais próximos eram coniventes com os amotinados, e indignado ante a iminente perspectiva do ataque das tropas imperiais, tomou a sua espada de oficial e, cerimoniosamente, esventrou as suas entranhas no quarto de oito tatamis da sua residência privada, a Residência Yotsuya, na sexta rua de Aoba-Cho, no Distrito de Iotsuya. Seguiu-se-lhe Reiko, a sua mulher, que se matou apunhalando-se".

Yukio Mishima, O Patriotismo - Ritos de Amor e Morte

13 comentários:

ana disse...

Apetece-me perguntar o que é o corpo?

Anónimo disse...

My hands ‘round your throat

If I kill you now, well, they will never know

Wake me up if I'm sleeping

Anónimo disse...

Poder ver o filme só por acaso porque sobrou uma cópia...sorte
J.

Haddock disse...

softeruére do tempo do "incidente"... é que clico, clico, e o casal já se se deve ter finado, tal é o luto...

regresso para a missa do sétimo dia!

Anónimo disse...

Belo filme.
ZC

Bandida disse...

grande Mishima.
a perturbação do medo. esse cerimonial encanta-me e apavora-me. nunca percebi porquê.


ah, e clico e ... nada...


um grande abraço BB!

intruso disse...

o ritual e a sua 'ritualização'

(redundante... ou talvez não...)


...de uma violência inconcebível
e ainda assim, ou tb por isso, belíssimo.


abraço

Naked Lunch disse...

não consigo abrir...

Cadinho RoCo disse...

A determinação tem força que desafia nossa vida.
Cadinho RoCo

corpo visível disse...

.
o que também me inquieta no mishima é a concepção do suicídio muitas vezes associado a um forte componente erótico.
.

Haddock disse...

finalmente, vê-se!! desculpado pela interrupção, merdinhas, embora, e por momentos, temesse haver aqui um dedinho podre de censura a confundir o império dos sentidos com este império da honra...

profundamente "esquisitos", estes damas e cavalheiros...


abraço entrecostal elegantemente sentido!!

Anónimo disse...

Códigos de honra. Diferentes.
quemsabequemtués

observatory disse...

klish!

mishima. muito bom

finalmente

encont. post pared. to mister joao azedo a viver na r. s. francis of sales. england :)

:) e seguirá pela estrada fora