30 outubro 2006

Alice

"ALICE", de Robert Wison/Tom Waits/Paul Shmidt, estreou em 19 de Dezembro de 1992 no Thalia Theater de Hamburgo. Esteve em Portugal, no Centro Cultural de Belém a 12,13 e 14 Março de 1994.





Encenação e cenografia Robert Wilson



Música e Letras de Tom Waits em co-autoria com Kathleen Brennan



It’s dreamy weather we’re on
You waved your crooked wand
Along an icy pond, with a frozen moon
A murder of silhouette crows, I saw
in the tears on my face
And the skates on the pond, they spell "Alice"
I'll disappear in your name, but you must wait for me
Somewhere across the sea, there’s the wreck of a ship
Your hair is like meadow-grass, on the tide
And the raindrops on my window,
and the ice in my drink
Baby, all I can think of is "Alice"

Arithmetic, arithmetock, turn the hands back on the clock
How does the ocean rock the boat?
How did the razor find my throat?
The only strings that hold me here
are tangled up around the pier

And so a secret kiss brings madness with the bliss
And I will think of this when I’m dead in my grave
Set me adrift, and I’m lost over there
And I must be insane, to go skating on your name
And by tracing it twice, I fell through the ice of "Alice"

And so a secret kiss brings madness with the bliss
And I will think of this when I’m dead in my grave
Set me adrift, and I’m lost over there
And I must be insane, to go skating on your name
And by tracing it twice, I fell through the ice of "Alice"

There’s only "Alice"

KNEE 5 O GATO PERSA

Gato
É noite, pouco antes de amanhecer, bem nos fundos da casa.
Está uma menina deitada na cama, como um rato está na sua toca.
A paisagem é nua, uma teia de sonhos bravios...
Os seus gritos ecoam por salas sem fim.

Vinda de longe uma voz repassa o sono:
Não tenhas medo, só tens que ser boazinha -
Se ficares quietinha nada vai acontecer, minha filha.
Mas também há beijos que se tornam mortais.

Não te iludas de que alguém virá para te acudir,
E quando alguém chegar já todos terão morrido;
Não te iludas, a noite não passou ainda
Os olhos estão fechados e a lingua ficou muda.

Os sonhos das crianças são de sua propriedade,
Desde que os grandes não lhes trepem para a cama.
Nos sonhos as escadas são abruptas e arriscadas;
Mas, ao despertar, os medos foram vencidos.

Alice
Que caminho hei-de tomar?

Gato
Tanto faz. A leste encontras o chapeleiro; é maluco. Para Oeste encontras a lebre de Março que também é maluca.

Alice
Aqui parecem todos malucos.
Gato
É verdade, eu também sou maluco...Completamente maluco.
Alice
Eu não.
Gato
Claro que és. Se não fosses maluca não estavas aqui.


CENA 14 O JULGAMENTO II
...
Há anos que não me olhas assim
Em sonho me inventaste e deixaste-me aqui
Durante quanto tempo sonhei
Para quê, afinal, me quiseste.
Há anos que não me olhas assim
O teu relógio parou e o lago é transparente
Alguém que apague a luz outra vez
Amar-te-ei até o tempo parar
Lembro-me de ti com folhas no cabelo
Embora aqui esteja.

Textos de Paul Smidt


38 comentários:

holeart disse...

antes de falar do meu fanatismo por tom waits...

adiantaria que anda para aí uma incrivel confusao

MERDINHAS e HOLEART sao a mesma personagem?

good god...

holeart é uma bailarina de origem espanhola com uma 1,82m e 80kg de peso e que assina cf.

bom... o resto já nao é comigo...

coolme disse...

"Alice" depois de "Black Rider" e antes de "Blood Money". Robert Wilson e Tom Waits.
Grande colaboração.
Ao falar do disco "Alice" Tom Waits diz que o que ele faz é música de adultos para crianças e música de crianças para adultos.
E eu digo que faz música para mim.
Tenho pena de nunca ter visto o espectáculo.

Naked Lunch disse...

tenho a banda sonora...

Anónimo disse...

Grande "Alice" ao som de Tom Waits.

Inês

100smog lda. disse...

parbens pela musica e o gosto por esboços!!!

A. disse...

Bem...
também sou apaixonada por
Tom waits...sintonia com o nosso amigo C.que pelos vistos anda a ser confundido contigo meu
querido M.

Está mágnifico este teu post M.

Durante o diálogo do gato com
Alice passou-me pela memória a peça de Martin Mcdonagh
"The pillow Man"
Obviamente arrepiante.

Fico á espera do nosso João...e das palavras que por aqui vai deixar...

Alice Alice no País das
Cruas Realidades.

Bravíssimo.
:)

corpo visível disse...

.
há uma densidade na voz do tom waits que me perturba imenso.
.
and so a secret kiss brings madness with the bliss.
.

macaso disse...

A voz que incendeia.

holeart disse...

depois da confusao...

TOM WAITS

de facto reconheço que sou um quase fanatico pela solida discografia.

mais verdade ainda que swordfishtrombones, rain dog, frank wild yers e o magistral the black rider.... sao mesmo os preferidos. tenho-os todos mas...

os 4 mais recentes onde está incluindo Alice vao na mesma linha. para mim... quanto mais latas, galinheiros e rouquidão... mais gosto.

em crescendo este waits

espero que ele nao me faça o mesmo que os sonic youth me fizeram com o mais recente album. ainda estou a tentar perceber...

a peça... nao vi mesmo.

gostei do material exibido.

Anónimo disse...

Olá querido Merdinhas. Beijos do Castelo.

Anónimo disse...

Este post agradou-me especialmente.
É muito de ti e conheço-te há muitos anos.
Mas o jogo às vezes inverte-se . Eu sei qem tu és e tu não sabes quem eu sou.

Beijos

intruso disse...

!

As Alices que tinhas prometido!

retive sobretudo as palavras:

«Há anos que não me olhas assim
Em sonho me inventaste e deixaste-me aqui
Durante quanto tempo sonhei
Para quê, afinal, me quiseste.
Há anos que não me olhas assim
O teu relógio parou e o lago é transparente
Alguém que apague a luz outra vez
Amar-te-ei até o tempo parar
Lembro-me de ti com folhas no cabelo
Embora aqui esteja.»

brilhante!
:)

intruso disse...

«...ainda que a sombra de um suspiro
possa estremecer através desta história
_ por esses dias felizes, pelo esplendor daquele Verão_
esse suspiro não virá tocar
a alegria do que te vou contar.»

L.C.

intruso disse...

[ não vi esta "Alice" em 1994...
onde andaria eu nessa altura? ]

a cenografia parece-me muito interessante!

Naked Lunch disse...

there's a world going on UNDERGROUND

isabel disse...

esta é uma das minhas alices preferidas,

não fazia ideia da de 92/94!

Anónimo disse...

Talentos plásticos de Wilson. O tempo e a imagem a espicaçar a imaginação.. A evocação de sons, luzes e formas. Para mim muito belo.
J.

Jazz Manel disse...

há coisas giras no Tom Waits, mas não sei porquê ele não faz parte do meu unicerso!...

@ disse...

(eu julgava que a bailarina fosse mais pequena!!!)
Quanto ao post vou ter de voltar- transborda os meus limites temporais(e provavelmente não só, mas qualquer coisa se há-de inteligir).

Lis disse...

«Há anos que não me olhas assim
O teu relógio parou e o lago é transparente
Alguém que apague a luz outra vez»


E depois a loucura...

Beijinho.
(estou por cá)

rui vitorino santos disse...

É caso para repetir (o intruso já disse) r que o prometido é devido......muito obrigado merdinhas......também já tenho esta Alice do Tom Waits (que é fantástica), não tinha era o "gato" feito pelo Robert Wilson, já agora recomendo a nova (2003) versão desvairada da alice feita pelo J. Otto Seibold em formato pop-up.

isabel disse...

:)
faz...

Anónimo disse...

Absolute Tom, Absolute Williams.
Conhecia porque vi.
Ana

alice disse...

não vi...só a instalação ' Alice' do Robert Wilson na galeria Luis Serpa.. muito bom.

corpo visível disse...

.
está a sair o documentário sobre o robert wilson e o seu trabalho em absolut wilson.
.
a julgar pelo clip do new york times, deve ser excelente para espreitar as suas performances dos anos 70.
.
alice, orlando, monsters of grace, black rider, hamlet machine...
.

intruso disse...

(não disse nada sobre o T.Waits porque me distraí com o wilson... e os textos_________ mas tb gosto muito, e não apenas desta sua Alice...)

DIAFRAGMA disse...

Com Tom Waits no fundo nem consigo ler nada.
Genial.
Um dia destes, depois de comprar este CD, venho aqui ler isto sem som.

Anónimo disse...

Espantoso Wilson.

Obrigado MER.

F.

marujinha disse...

Olá. Já ouvi falar, mas nada como um post assim. Agora vou ver de certeza.

Jinhos da Marujinha

Anónimo disse...

Que foto fabulosa do Waits.

a-significado disse...

Mto boomm!!!Tb fui um fã incondicional de TW...13 álbums acho q diz a coisa! Só estranho a data - 94 - não confirmei, mas ou o tempo passa depressa demais ou o Alice, pensava eu, ser um álbum mto mais recente...tipo à 2 ou 3 anos.

Rita Oliveira Dias disse...

Adoro a estória e o tom waits..Abraço

Ana i disse...

"we're all mad here" :P

Frioleiras disse...

è tão curioso reparar que tanta gente usa "Alices" ! É verdade !
Até eu já entrei numa expos.com alguns amigos cujo tema era "Alice" !!! E, dei por mim a sentir que gosto do nome "Alice"
Quanto ao Tom Waits ... divino, sempre! E este teu post é divino também !

T. disse...

Parece que perdi algo «a não perder» e que aconteceu muito perto de mim...
***
Vou tentar comprar esse Tom Waits, para tentar perceber o que perdi...
***
Mas por este poema, parece que perdi muito:

«Há anos que não me olhas assim
Em sonho me inventaste e deixaste-me aqui
Durante quanto tempo sonhei
Para quê, afinal, me quiseste.
...»

Alice desperta-nos os sonhos todos... e faz-nos esquecer alguns pesadelos!

Berna Valada disse...

meu caro amigo blogosférico

@ disse...

"Tick.Tock.Time will tell.
Hope of heaven. Fear of hell"

os limites temporais: they suck!

Mendes Ferreira disse...

como no sonho no filme no livro....na música.....


já não mora aqui....


pois não?????
____________________



boa noite.