25 maio 2007

Blind Lights

João Paulo Feliciano, “Dazed & Confused”, Serralves, 2004

Antony Gormley, "Blind Light", 2007

41 comentários:

Anónimo disse...

Olá...
Vi e perdi-me completamente nessa instalação em Serralves...e agora fico a pensar nessa outra...vou ver mais.
J.

is disse...

muito bem apanhadas!

(estas imagens tem qq coisa de doce)

intruso disse...

Gormley is everywhere ...

Come quick!


[muito "arquitecturais"/arquitectónicos os trabalhos...
clearing, breathing room, etc...

um prazer ir descobrindo os trabalhos...]

intruso disse...

[e o João P. Feliciano, não menos interessante...

...não vi a instalação em Serralves]

intruso disse...

[...e qualquer coisa d' o outro lado do espelho...]

Bandida disse...

encontramo-nos na cegueira da luz.
mistura-se com o espelho. envolve-se com o mistério. respiração de polímeros transparentes.



beijo BB.

B.
__________________________

Anónimo disse...

A instalação do Feliciano foi fantástica.
Esta redescoberta através do Gormley deixou-me surpreendido pela semelhança ...
Z.C

purita disse...

também me escapou esta!

Frioleiras disse...

Antony Gormley ... adoro !

gostei mt ...João P. Feliciano !

Anónimo disse...

soberba instalação de luz e sombra

dizer/desdizer.




bom dia!




__________________


may I?


______________(piano)

triliti star disse...

incerteza, mistério, expectativa, aventura.
entro...?

Anónimo disse...

Instalação fantástica e Parabéns por HOJE!
(Quem sabequemtués)

D. Maria e o Coelhinho disse...

Tu que tudo vês, não queres descer aí de cima e vir dar-me um conselho?
Prometo ter a toca asseada para poder receber-te dignamente.
Fico `espera e agradeço humildemente.


Coelhinho

Naked Lunch disse...

gosto...

quanto ao desafio não está esquecido, apenas adiado... a criar condições para gravar qq coisa com alguma qualidade e a pensar a composição...

abraço

Lis disse...

Semelhanças num tempo outro, depois de João Paulo Feliciano.

Mauricio disse...

Muito bom esse trabalho


Saudades de meus amigos do outro lado, tudo bem por aqui?

O blog do Intruso já fez um ano! Parece que conheço vcs a uma década, muito bom isso.

Anónimo disse...

Não sabia que essa instalação era do João Paulo Feliciano e surpreende-me a semelhança com a do Gormley.
Inês

corpo visível disse...

.
e era tudo tão claro...
.

art&tal disse...

pois é BB... ups!

na verdade o titulo quanse me atirava para a instalaçao do joao paulo feliciano

o titulo

o titulo

o titulo

art&tal disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
art&tal disse...

ps:

Disinformation "Artificial Lightning"

tentei passar o link mas... plof! plof! plof!

Anónimo disse...

Para que não haja duvidas: Strzeminski já dizia que para ser ultimada a expressão superior e honesta da translucidocracia da arte,seria necessario começar do princípio.
Afinal, quantos variaram já sobre este media e em outras instalações igualmente tão previsiveis? Uma breve pausa e podemos de imediato concluir que Duplessy, embora fosse seu pioneiro prematuro, não atingiu a mesma perfeiçao de Gormley, para não falar da absoluta transbordagem obtida no trabalho de Anton Raverah.

MORPHEUS

Bandida disse...

não resisto a passar por aqui. sempre a pensar diferente em cada imagem. sempre novo. sempre arte.



beijo BB


B.
__________________________

Frioleiras disse...

Repito porque...
Achei,
EXCELENTE,
este post...
ainda mais do que quando,
por cá,
passei a primeira vez...

Anónimo disse...

Meu caro Morpheus,são os espíritos inquietos como tu que dão vida ao ciberespaço.
Como dizia Strzeminski, e comovido fiquei por o teres relembrado, "A alma dos iluminados não passa de uma simples fonte de energia que produz a sua inspirada luminescência, qual lanterna de bolso que orienta o viajante em trilhos no desconhecido", e com esta frase resumiu tudo aquilo que havia a dizer sobre qualquer abordajem filosófico-existencial acerca deste tema. Estou deveras comovido. Obrigado Morpheus, Merdinhas e todos os participantes deste post.


jacinto

ana disse...

"Branco é luz domada,
dinâmica da nossa contemplação"...

Murilo Mendes


no caso dessa instalação do Feliciano foi contemplação e deambulação.

art&tal disse...

apesar de lá ter estado e feitos + dois telefonemas... já nuinguem se lembra do nome da "coisa".

outubro será melhor
com dufrene e rauschemberg



ps: quebrei mas nao volto a quebrar.

art&tal disse...

mais um nao link: http://www.youtube.com/watch?v=m5s8RURPJ-Y

linhas tortas disse...

Não podia ser melhor.

D. Maria e o Coelhinho disse...

Mas que raio...

estava eu a publicar o meu postezinho , para o Coelhinho e, de repente vejo : "sim é John Cage"!
É comigo que estás a falar?
Não te entendi !
Não seria que deverias ter dado essa resposta a outrém, ao Coelhinho talvez?
Ora vai lá ver o comm. que fizeste !!!

D. Maria

art&tal disse...

boa opçao

tambem gosto muito mas...

vê se das espaço ao webern.

se nao tiveres...

Lis disse...

Por que terras andas?
Sente-se a ausência.

intruso disse...

dazed & confused

[curioso...]

Anónimo disse...

E aquela história da máquina estranha?
Lis

Maria disse...

Passei por Serralves... sem parar

:o(

Fica o link. E a curiosidade.

Naked Lunch disse...

bzzz bzz bz zz bzz zbzz

M. disse...

merdinhas said...

Longo silêncio. Espero que se dissipem as sombras.


******

O Sérgio, meu marido, faleceu no dia 14 deste mês.
M

Anónimo disse...

Dizia que há demasiado silêncio aqui, não lá.
Lis

orgasmus disse...

A geometria do prazer.

D. Maria e o Coelhinho disse...

Esqueci-me dos óculos, vejo tudo enevoado.


Coelhinho

Víctor Vallejo disse...

Niebla al borde de la realidad? inminencia tal vez? no sé pero es hermoso en todo caso. Merdinhas, una pregunta: buscas aún el libro de Arrabal, "El emperador de Asiria y el arquitecto"? si lo requieres ruego me lo hagas saber para enviartelo en PDF.
Saludos y una buena semana