18 maio 2007

DESTRICTED



DESTRICTED


Ainda a propósito de "Balkan Erotic Epic"

24 comentários:

Anónimo disse...

Destricted?

Inês

art&tal disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
intruso disse...

DESTRICT(ED) [er],
1. To unlimit restriction
2. To bring objectivity by putting out of restriction.
3. To unconfine.

[vale a pena ver, sem dúvida...
e espreitar o site...]

Anónimo disse...

Obrigada Intruso. Já explorei o site....lá estva a explicação
Inês

macaso disse...

Hummmmmmmmm. Posso ficar-me por aqui?

Parece-se, visto do céu!

Anónimo disse...

...
Vou explorar o site.
J.

art&tal disse...

i love

i fuck

interessante...

acho que todos o oleiros pensam o mesmo

huummmm belo jarro

e ele lá vai afangando o cu ao vaso

triliti star disse...

super !

Bandida disse...

vou espreitar o site...


até logo.


B.
____________

Anónimo disse...

Matthew Barney
Marco Brambilla
Gaspar Noé
Larry Clark
Sam Taylor Wood
Marina Abramovic
Richard Price...

7 agentes provocadores...a ver.

Z.C

linhas tortas disse...

gosto disto. very very very.

corpo visivel disse...

.
ainda não vi este "destricted" mas fico com a ideia de que estará demasiado centrado no imaginário "straight".
.
está?
.

Anónimo disse...

Porno é apenas fuckadelic art: unlimited body art unrestricted.

MORPHEUS

ana disse...

Impaled We Fuck Alone
Death Valley Hoist House call Sync Balkan Erotic Epic



Li as sinopses, gostava de ver.

Anónimo disse...

Tinha de dar nisto: como é que o plano da ordem podia lidar com as pulsões da arte que a puxam para baixo (entendamo-nos: a arte puxa, sobretudo, para cima)? Como é que o plano da ordem podia lidar com a pornografia? Assim: desminando o porno através da arte (porno artístico) e desminando a arte (no que puxa para baixo) ao encaixá-la numa categoria onde o baixo é previsível, aceitável e vendável (a pornografia). Ao mesmo tempo, lida com aspectos formais complicados da arte contemporânea: os seus "géneros" transversais e os seus "formatos" dificilmente exibíveis em galeria ou museu (o vídeo em loop no caixote salta para a sala de cinema que o Barney já assaltara com os Cremaster). E pronto. Tudo limpinho. Bora lá, mor, ver aí um filme porno do Richard Prince.

BP

Anónimo disse...

pornografia, arte e cinema ...
Filmes experimentais têm aproximado as fronteiras?
Não sei se conheces Los 60 Yolanda De Los Bueis, UK 2006 que desconstrói imagens pornográficas e Guy 101 vencedor do prêmio Bafta de melhor curta de animação.

(Quem sabe quem tu és)

Anónimo disse...

A arte mais sublime do mundo porno é sem dúvida o TOQUE RECTAL!! Já dizia o porno icone Capitão Roby!

Saudações lubricas,

Escrote

Anónimo disse...

Oláaaaaaaa! Chamaram-me? Aqui desenrolo o meu marsupo para que vós pasteis por cima qual estrelas em carpete vermelha grossa cilindrica.

Ana o que dizes é uma tara: fica aqui o meu contacto se precisares de te desinibir em português vernáculo.

961372300
Dou lições a estes cineastas de malho magro
ZM

D. Maria e o Coelhinho disse...

M

Queres provar o petisco que fiz para o Coelhinho ?

D. Maria

art&tal disse...

estás com uma cx de comentarios que é um luxo.

ele como tem medo de se meter no meu lugar

vem fazer carnaval para aqui

ele fala muito de porno. sabes porque?

porque já é conhecido pela linda lovelace multi nick.

está com medo q lhe solte o circo.

esta criatura nao sobe

Anónimo disse...

Merdinhas

Então não há mais posts? Espero não deixar de te ter por aqui por causa dos comentários que se fazem ...
abraço anónimo

[ t ] disse...

(já vim tarde. e um dos videos não está disponível...)

M.M. disse...

Ora bolas, não consigo ver nenhum.

is disse...

:)
não me surpreendeu!

ando eu a googlar o destricted e já não me lembrava que tinha visto aqui o da Abramovic,
e entretanto já dei com uma data de entradas na net em que se questiona a 'qualidade' da coisa pelo lado pornografico e por outro lado, a 'validade' da coisa enquanto obra de arte...

não me parece que a leitura se possa fazer assim, distinta uma da outra...
gostei de ver os vídeos, uns mais que outros, como video-arte. como vídeos pornograficos: quem me dera que fossem todos tratados assim...

beijinhos,
com mais de um ano!
:)