01 dezembro 2005

"They come out of the dark to vanish into the dark"



Desenhos de Franz Kafka.

"It is easy to recognize a concentration in me of all my forces on writing. When it became clear in my organism that writing was the most productive direction for my being to take, everything rushed in that direction and left empty all those abilities which were directed toward the joy of sex, eating, drinking, philosophical reflection and above all music...
Naturally, I did not find this purpose independently and consciously, it found itself, and is now interfered with only by the office, but that interferes with it completely...
My developement is now complete and, so far as I can see, there is nothing left to sacrifice; I need only throw my work in the office out of this complex in order to begin my real life".

Dos Diários (1910-1913) de Franz Kafka (1883 – 1924), em tradução inglesa (de Joseph Kresh para a Schocken Books de Nova Iorque, 1949, p.211).

13 comentários:

coolme disse...

Não sabia que desenhava. Afinal não concentrava todas as suas forças a escrever.

Naked Lunch disse...

Desconhecia também. Um texto curioso, que também desconhecia.

Jazzie disse...

Escrever é SEMPRE pensar. Pensar com gestos. Através de textos e desenhos.

Anónimo disse...

Deste posso falar...vi uma peça dele...por acaso adormeci em plena plateia...monologos destes nunca mais...foi cá uma seca...

Anónimo disse...

Escritor pintor.. Gostei.


Z.C.

Vagabundo disse...

Tal como W.Blake já o fizera antes, Kafka tab o fez... e de que maneira!
Fica bem
Vagabundo

Anónimo disse...

Saltar para o desenho...Artaud, Kafka...muitos. De Kafka nem sabia que desenhava. Sem constrangimentos?

Sincera Mente kafkizada

amie disse...

gostei do traço!

Anónimo disse...

Also Kafka come out of the dark to vanish into the dark.

Thanks

jose disse...

muito interessante. também não sabia que desenhava mas os desenhos até têm a sua piada, especialmente o terceiro a contar de cima.
Já agora senhor merdinhas, gostaria de saber a sua relação com o site diariografico, já que é um site que visito há muito tempo e que mui aprecio, tendo até a oportunidade de falar com o senhor eduardo salavisa e mostrar-lhe os meus diários gráficos, sobre os quais comentou mais tarde com a minha professora da altura que sou um pouco depravado. ah boas recordações!

disparosacidentais disse...

gostei da mancha.

Anónimo disse...

Eu não tenho blog. Já cá estive e de vez em quando volto. Isto é tudo um pouco kafkiano...quem é quem?

B.B.

1entre1000's disse...

... e gostei deste...