15 fevereiro 2008

"...a escada simboliza todas as coisas..."

…A ascensão celeste pela subida cerimonial de uma escada fazia provavelmente parte de uma iniciação órfica. Em todo o caso voltamos a encontrá-la na iniciação mitríaca. Nos Mistérios de Mithra, a escada (climax) cerimonial tinha 7 degraus, sendo cada degrau feito de um metal diferente. Segundo Celso (Origines, Contra Celsun, VI, 22), o primeiro degrau era de chumbo e correspondia ao “céu” do planeta Saturno, o segundo de estanho (Vénus), o terceiro de bronze (Júpiter), o quarto de ferro (Mercúrio), o quinto de “liga de moeda” (Marte), o sexto de prata (Lua), o sétimo de ouro (Sol) . O oitavo degrau, diz-nos Celso, representa e esfera de estrelas fixas. Subindo esta escada cerimonial, o iniciado percorria efectivamente os sete céus elevando-se até ao Empíreo – tal como se subia ao ultimo céu escalando os sete andares da ziqqurat babilónica ou se atravessavam as diferentes regiões cósmicas pelos terraços do templo Barabudur que constituía em si próprio…uma Montanha Cósmica e uma imago mundi...

…a escada contém um simbolismo extremamente rico sem deixar de ser perfeitamente coerente; ela representa plasticamente a ruptura de nível que torna possível a passagem de um modo de ser a um outro; ou, colocando-nos no plano cosmológico, que torna possível a comunicação entre Céu, Terra e Inferno. É por isso que a escada e a escalada desempenham um papel considerável tanto nos ritos e mitos de iniciação como nos ritos funerários, para não falar nos ritos de entronização real ou sacerdotal, ou dos ritos de casamento. Ora, sabe-se que o simbolismo da escalada e dos degraus se encontra com muita frequência na literatura psicanalítica, o que define que estamos perante um comportamento arcaico da psiqué humana e não perante um criação ”histórica”, uma inovação devida a um certo momento histórico (digamos o Egipto arcaico ou a Índia védica, etc.). Contentemo-nos com um único exemplo de redescoberta espontânea deste simbolismo primordial.

Julien Green nota no seu Diário de 4 de Abril de 1933: Em todos os meus livros a ideia do medo ou de qualquer outra emoção um pouco forte parece ligada de maneira inexplicável a uma escada. Apercebi-me disso ontem, quando passava em revista todos os romances que escrevi…(seguem-se as referências). Pergunto-me como pude eu repetir tantas vezes este efeito sem dar por isso. Em criança sonhava que me perseguiam numa escada. Minha mãe sofreu dos mesmos temores na sua juventude; talvez tenha permanecido em mim um pouco disso…
Sabemos hoje por que motivo a ideia de medo, no escritor francês está ligada à imagem de uma escada e por que razão todos os acontecimentos dramáticos por ele descritos ao longo da sua obra – amor, morte, crime – tiveram lugar numa escada.
A escalada ou a ascensão simboliza o caminho para a realidade absoluta; e, na consciência profana, a aproximação desta realidade provoca um sentimento ambivalente de medo e de alegria, de atracção e de repulsa, etc. As ideias de santificação, de morte, de amor e de libertação estão implicadas no simbolismo da escada. Com efeito, cada um destes modos de ser representa a abolição da condição humana profana, isto é, uma ruptura de nível ontológica: através do amor, da morte, da santidade, do conhecimento metafísico, o homem passa, como o diz a Brihadâranyaka Upanisad, do irreal à realidade.

Mas, é preciso que não se esqueça, a escada simboliza todas as coisas porque se supõe erguer-se num “centro”, porque torna possível a comunicação entre s diferentes níveis do ser, porque, enfim, não é mais do que a concretização de uma forma concreta da escada mítica, da liana ou do fio de aranha, da Árvore Cósmica ou do Pilar universal que ligam as três zonas cósmicas.

Mircea Eliade, Imagens e Símbolos, Lisboa, Arcádia, 1979

21 comentários:

art&tal disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
O Caso de Charles Dexter Ward disse...

A partir de agora uma escada não será apenas uma escada.
:)

intruso disse...

Este livro é fantástico.

"As ideias de santificação, de morte, de amor e de libertação estão implicadas no simbolismo da escada."

todas as coisas.

Bandida disse...

as escadas são um fascínio. e agora ainda mais.

Maria disse...

De degrau em degrau. Gosto desta sequência.

Anónimo disse...

a escada coerente.
" ...ela representa plasticamente a ruptura de nível que torna possível a passagem de um modo de ser a um outro..."

Também gosto da sequência de escadas
J.

ana disse...

Por aqui tenho visto muitas concretizações "de uma forma concreta da escada mítica..." mas hoje também vi muitas escadas alagadas.

Haddock disse...

é-me mais familiar o mito do eterno retorno, mas não me lembro de escadas nele...

autêntica antropologia do degrau... ou nem tanto.

místico, este postal!

[A] disse...

[o Eliade persegue-me nos últimos dias: hierofanias, ganz anderes; aqui
mesmo ao lado O Sagrado e o Profano; Youth Without Youth- F.F.Coppola/ Mircea Eliade]

um fait divers: houve um período em que tinha um sonho recorrente: escadas e portas; as escadarias largas e imponentes,as portas sempre fechadas....:(




p.s.: sei dessas fotos do Nick Knight

Anónimo disse...

Que enorme sucessão de escadas...estive a rever os posts. E agora vou ver estes links.
Z.C

intruso disse...

Om

Naked Lunch disse...

um dia destes continuo a descida... abraço!

Anónimo disse...

o.k.

"ascendo-me".


debaixo do meu chapéu vietnamita.
(sorriso).

art&tal disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lis disse...

Gosto dos símbolos. De todos. porque significar é ser7ver além de.

Frioleiras disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Frioleiras disse...

deve ser por isso que não gosto de subidas nem descidas...

gosto de sítios planos, de andar sem subir, andar muito, sempre em frente...

na verdade , sempre procurei construir os meus "ninhos" em sítios planos. o meu ideal seria um "jardin clos", para me sentir bem protegida... escadas, nunca!

(repeti o comm. - fui eu quem apagou o anterior, pq escrevi close em vez de clos...)

Diogo disse...

Lol, tão estupido...
Ouve lá queres ir socializar e beber um copo com o pessoal. Se quiseres, podes vir connosco. Liga aí, Até jazz.

http://www.youtube.com/watch?v=CZoN7Adwkew&feature=related

purita disse...

the end?

Lis disse...

Nenhum crime é perfeito.
;-)

is disse...

é curiosa a relação directa entre escada e ascensão. pq a escada tb serve para aceder a níveis inferiores - descer ao subterrâneo, a algo subterrado pelo "tempo". e serve tb para voltar "à terra", depois da subida "à realidade"...
:)