04 novembro 2006

Emile Cohl (Emile Courtet)

"Sim, eu sou o pai do cinema animado"


"Fantasmagorie", aka "A Fantasy" aka "Metamorphosis", 1908, França


"The Hasher's Delirium", AKA "Rêve d'un garçon de café", 1910, França


Mobilier Fidèle - The Automatic Moving Company, 1910, França

24 comentários:

Lis disse...

Adorei ver o «Fantasmagorie» e o bonequinho do site do Emile Cohl só de si é ANIMADO :-).
França vai aos poucos reabilitando o seu cinema mas não deixa ser estranho que o cinema americano tenha suplantado (em vendas, pelo menos) o país da sétima arte.

Anónimo disse...

Cool Cohl
J.

Frioleiras disse...

Um sorriso para Cohl ...

holeart disse...

merdinhas… e tu lá vais mexendo e remexendo nas boas memorias: merdinhas

adoro as prestações pioneiras destes gajos. deliciosos os filmes.

Naked Lunch disse...

três pérolas, obrigado

intruso disse...

este dos móveis que se mudam/mexem sozinhos é um dos meus favoritos...
(recorrendo a algo tão simples/quotidiano como a mobília, o efeito é expressivo; pura magia.)

abraço...

Anónimo disse...

Vale a pena ver "LE RAT DE VILLE ET LE RAT DU CHAMP", de Ladislas Starevich, França, 1926.

Starevicth também usou técnica de stop-motion com bonecos de 3D em 1910 mas num filme ficcional... Cohl tinha-o feito em 1909 mas para um anúncio publicitário.

Z.C.

menir disse...

Mon chére m., ça me plait toujours... Emile Cohl experimentou em vários campos da arte do "cinema animado", sendo que desde dar a cada personagem um carácter definido (também pela sua movimentação derivar da especificidade da sua forma como no "Mobilier Fidèle") ou na exploração das possibilidades da metamorfose do traço e da forma (como em "Fantasmagorie"), até ao conceito de utilização de objectos nas suas criações (pixilação). Fora de questões técnicas fica a mestria das ideias. Post muito mas muito agradável... ;)

intruso disse...

Fantasmagorie é um prodígio,,, pela expressividade do traço e sua metamorfose, como disse a menir...

desenho animado, no sentido mais perfeito/literal do termo...


(adoro "Mobilier Fidéle"; absolutamente moderno/vanguardista/contemporâneo)

intruso disse...

(the Hasher's Delirium não conhecia... shame on me)
...

corpo visível disse...

.
este post está absolutamente delicioso!
.
ora experimenta ver o "fantasmagorie" ao som do "a visit from drum" dos liars.
.

A. disse...

Mágnificas peças de Arte.



______________________________





Deixo aqui...e só para ti M.



Soneto XXVII

Desnuda eres tan simple como una de tus manos,
lisa, terrestre, mínima, redonda,transparente,
tienes líneas de luna, caminos de manzana,
desnuda eres delgada como el trigo desnudo.


Desnuda eres azul como la noche en Cuba,
tienes enredaderas y estrellas en el pelo,
desnuda eres enorme y amarilla como el verano
en una iglesia de oro.


Desnuda eres pequeña como una de tus uñas,
curva, sutil, rosada hasta que nace el día
y te metes en el subterráneo del mundo


como en un largo túnel de trajes y trabajos:
tu claridad se apaga, se viste, se deshoja
y otra vez vuelve a ser una mano desnuda.


Pablo Neruda
***



:)

Jazz Manel disse...

e de repente fez-se luz!...

Naked Lunch disse...

boa sugestão da Corpo Visível

Anónimo disse...

A Visit from Drum e Cohl.
Experimentei e gostei.
Inês

Bandida disse...

cheira bem.


e tudo vale a pena. assim.



abraço!
________________________

linhas tortas disse...

3 bombons
o primeiro o mais doce

Anónimo disse...

Na Cinemateca.no ano passado.
Gosto de o rever aqui.

Z.C

PMBC disse...

Obrigado pelas visitas e comentários.
Às vezes socorro-me das imaginações dos outros para pensar as "minhas" cidades: http://bonecosdebolso1.blogspot.com/2006/03/italo-calvino.html

Anónimo disse...

Obrigada pelas pérolas, Merdinhas.

a-significado disse...

Magnífico - grandes bombas!

@ disse...

viste o meu Chien Andalou?

dbz:debaser

@ disse...

o meu preferido foi o The Hasher's Delirium... de vez em quando tb me pontapeio a mim própria. Alguns dos desenhos lembraram-me os da minha amiga MEdusa

@ disse...

fica o link para um café:
http://cafe-com-leitmotiv.blogspot.com/